Eu Uso Michelangelo com Alessandra Gandolfi

Eu Uso Michelangelo com Alessandra Gandolfi

Neste projeto da talentosa arquiteta Alessandra Gandolfi, a inspiração do mar ganhou vida através de uma paleta rica em texturas, cores e sensações. Desde o início, a arquiteta buscou trazer a vastidão do oceano para dentro do espaço, utilizando texturas e cores que enriquecem cada ambiente. “A escolha dos materiais foi muito importante. Temos no projeto essa palha, que está presente nas cadeiras, na cabeceira da cama, em alguns mobiliários, luminárias e bandejas, além da corda náutica”, afirma Alessandra. “Eu destacaria principalmente a escolha do mármore, porque eu acho que isso acabou fechando todo o projeto. Cada mármore tem um desenho, é uma peça natural, cada uma tem um movimento diferente, e a gente quis trazer esse movimento da areia, das ondas e quando a gente escolheu o mármore branco Michelangelo, quando eu vi essa chapa eu me encantei e achei que iria agregar para o projeto e trazer exatamente os tons da areia, então você vê que tem o branco, tem um leve acinzentado e tem o bege, num movimento de ondas”, conclui Alessanda Gandolfi. O mármore foi utilizado em pontos estratégicos, como a sacada e a bancada da cozinha, onde um pórtico foi criado para integrar o ambiente interno com o externo. O projeto de Alessandra Gandolfi não é apenas uma demonstração de habilidade técnica, mas também uma expressão artística que transforma ambientes em verdadeiras obras de arte. Cada material, textura e cor foi cuidadosamente escolhido para criar um espaço harmonioso e repleto de personalidade. Confira o vídeo do projeto completo no YouTube da Michelangelo!

Eu Uso Michelangelo com Carol Bollmann

Eu Uso Michelangelo com Carol Bollmann

Carol Bollmann, uma respeitada arquiteta com mais de duas décadas de experiência, compartilha sua jornada de confiança e excelência ao usar os mármores Michelangelo em seus projetos. Para Carol, essa escolha vai além da estética, é sobre confiança na qualidade, na origem e na parceria com fornecedores comprometidos: “[…]nesse apartamento em específico a gente utilizou realmente em todo o piso da área social, que é a parte mais nobre do apartamento, a gente tem aqui o Michelangelo Prime no acabamento levigado! E nessa sequência temos a ilha gourmet que realmente é o elemento da churrasqueira próximo ao jantar que mais impactou visualmente. Aqui podemos dizer que o mármore está expressado na sua natureza mais rudimentar, mais própria do que ele vem da natureza, que foi esculpir essa champanheira um trabalho lindíssimo desenvolvido pela Pedra Moderna nossa parceira na execução dos projetos’’, conclui Carol. Carol aborda também a questão da resistência do mármore Michelangelo, um ponto muitas vezes questionado em áreas molhadas ou em bancadas. “As pessoas têm muito receio de utilizar os mármores em áreas molhadas, em áreas de bancada e a gente já testou e conheceu a fundo esse material e sabe que ele realmente vai atender os nossos clientes na qualidade desejada […]” Recomendar o mármore Michelangelo não é apenas uma questão de preferência pessoal para Carol, mas uma escolha fundamentada em sua experiência. A experiência de Carol Bollmann com o mármore Michelangelo é uma história de confiança, parceria e excelência. Sua paixão pelo material e sua dedicação à qualidade são evidentes em cada projeto que ela realiza, solidificando o mármore Michelangelo como uma escolha incomparável para projetos arquitetônicos. Confira o vídeo do projeto completo no Instagram da Michelangelo!

Eu Uso Michelangelo com Luara Kuhn

Eu Uso Michelangelo com Luara Kuhn

Nossa convidada para a sessão “Eu Uso Michelangelo” é a Designer de Interiores Luara Kuhn.A atuação profissional como designer de joias, ofício que Luara herdou do pai e aprimorou estudando em Firenze, na Itália, se estendeu à atividade como designer de interiores. “O Design de Interiores é minha alegria. As pessoas nos entregam os sonhos delas e eu não descanso até realizá-los. Não abro mão da estética e da harmonia, mantendo meu grande foco que é a funcionalidade. Talvez porque as características mais fortes na minha personalidade sejam praticidade e agilidade, o que acaba se estendendo para meu perfil profissional”, diz Luara. Para ela, “especificar os mármores Michelangelo é ter a natureza de forma única em cada projeto! Conhecer o produto e sua origem faz total diferença para os meus projetos! Materiais únicos, qualidade e atendimento são grandes diferenciais da Michelangelo!” “Eu acredito que o grande benefício do nosso trabalho esteja no conforto e no bem-estar que podemos proporcionar aos nossos clientes, seja em suas residências, seja nos espaços comerciais. Quanto ao mercado, Curitiba tem sido minha área de atuação, mas desenvolvi e executei projetos em São Paulo e Balneário Camboriú de clientes daqui. Isso me deixa muito feliz porque é reconhecimento”, conclui.

Eu Uso Michelangelo com Kingstones Mármores

Eu Uso Michelangelo com Kingstones Mármores

Nosso amigo, Luiz Ademir Gogola, da Kingstones Mármores, é o convidado desse mês.Luiz é natural de Campo Largo-PR. Começou a trabalhar com mármores aos 18 anos, aprendeu a profissão, gostou e resolveu empreender no ramo. Em agosto de 2003, se tornou Sócio-gerente da KingStones e desde então gerencia a área operacional da empresa. Arquiteta Luara Kuhn Para Luiz, “Os produtos da Michelangelo são perfeitos para atender a nossa busca constante de beleza e qualidade. A linha de mármores da Michelangelo são extremamente adaptáveis aos projetos dos nossos parceiros, pois possui características únicas”. Emanuella Leite – Designer de interiores A KingStones está localizada na divisa entre os municípios de Balsa Nova e Campo Largo, na BR-277, a poucos quilômetros da serra de São Luiz. Atende a toda Grande Curitiba e Litoral do Paraná. São especialistas em executar serviços de alto padrão com qualidade, e o seu objetivo é agregar valor aos projetos dos Arquitetos Parceiros e Clientes.

Eu Uso Michelangelo com Giuliano Marchiorato

Eu Uso Michelangelo com Giuliano Marchiorato

Nosso convidado para a coluna “Eu Uso Michelangelo” é o arquiteto e urbanista Giuliano Marchiorato, formado pela Universidade Positivo. Recebeu bolsa de estudos para estudar em um curso de summer school pelo Banco Santander (top uk) na Universidade de Oxford (Inglaterra). Também através de uma bolsa de estudos, cursou Interior Design, Landscape Design e Urban Planning Design na Danshawe College (Canadá). Giuliano comanda o escritório boutique curitibano, Giuliano Marchiorato Arquitetos, que já coleciona 10 prêmios internacionais e 6 nacionais em menos de 4 anos de vida. Além da arquitetura, Giuliano se aventura no design de mobiliário, sua segunda paixão, e comanda a direção criativa do estúdio latino de design e assina 7 peças de mobiliário contemporâneo. De acordo com Giuliano, “somos um escritório que valoriza muito a regionalidade e o pertencimento, estas palavras são muito o que vemos nas pedras da Michelangelo. Por que usar pedras importadas se temos no nosso estado pedras extremamente belas?Ainda vale ressaltar que é sustentável a ideia de materiais locais, transporte é mínimo, a empresa por si é sustentável, a água usada para corte das pedras é de um lago próprio. Valorizar as empresas locais é cool e é chique, fazemos isso com design de mobiliário, artes plásticas, madeiras e ainda mais com belas pedras”, conclui.

Eu Uso Michelangelo com Larissa Lóh

Eu Uso Michelangelo com Larissa Lóh

Nossa convidada para a seção “Eu uso Michelangelo”, é a arquiteta Larissa Lóh. Formada pela Universidade Federal do Paraná e pós graduada em arquitetura de interiores, teve experiências profissionais em Buenos Aires e São Paulo. É proprietária do Larissa Lóh Arquitetura, com projetos no Paraná, outros estados e em outros países também. Além disso, participa de mostras como a CasaCor Paraná e Artefacto Brasil. Para Larissa, “os produtos da Michelangelo são sempre pontos marcantes nos meus projetos. Os desenhos orgânicos, veios e movimentos trazem singularidade e sofisticação aos espaços. Desde a concepção inicial do projeto eles são fonte de inspiração, evocam a atmosfera natural e memórias ancestrais. Com isso as pessoas que vivenciam esses espaços criam uma identificação maior com essa arquitetura e passam a ter uma vida com mais significado.” Foto: Daniel Katz “Amo o que faço e o que me move profissionalmente é proporcionar às pessoas uma vida mais prática, contemporânea e confortável criando espaços em que elas se sintam abraçadas e acolhidas”, conclui. Foto: Daniel Katz

1 2 3 4